Consumidor Profissional de saúde
HomeImprensaEmpresaTrabalhe ConoscoEventosVídeosContatos
ProdutosComo MedirOnde ComprarInformações
Sua Kendall

Veja o vídeo de como medir

Veja o vídeo de como vestir

Profilaxia de veias varicosas emergentes na gravidez através de meias elásticas de compressão: um estudo randômico controlado

Por: Dr. Marcondes Figueiredo

Eva Thaler, Renate Huch, Albert Huch, Roland Zimmermann
Department of Obstetrics, Zurich University Hospital, Zurich, Switzerland
Swiss Med Wkly 2001; 131; 659-662

Introdução
Ainda não conhecemos tudo sobre o desenvolvimento de veias varicosas. Diversos estudos revelaram refluxo na veia safena magna em 10% de crianças em idade escolar (11-18), com aumento da incidência conforme aumento de idade (1). Veias varicosas de um tipo ou outro são encontradas em 40-50% dos adultos (2). Apesar de distribuídas similarmente entre os sexos em jovens (3), em pacientes mais velhos são mais prevalentes em mulheres (4). A gravidez é um agravante, provavelmente devido ao ambiente hormonal que diminui o tônus venoso e a compressão uterina do retorno venoso, que leva a (ir)reversível distensão das veias superficiais (e profundas) e a incompetência valvular. Um terço das primíparas e cerca de 50% das multíparas possuem evidência de veias varicosas após a gravidez [5,6]. Veias varicosas emergentes ocorrem em cerca de 28% das gestações. As veias possuem receptores de estrogênio e progesterona em maiores concentrações nas mulheres, especialmente na presença de mudanças varicosas [8]; portanto altos níveis de estrogênio na gravidez podem diretamente influenciar a formação de veias varicosas. Meias de compressão elástica melhoram a drenagem de sangue venoso superficial, portanto reduzindo o risco de distensão. Além de medidas gerais, como exercitar, elevar as pernas, e evitar longos períodos em pé, a utilização de meias elásticas de compressão diminui a incidência de complicações como flebites, trombose, tensão e dor em mulheres com veias varicosas pré-existentes [9, 10]. Em gestações tardias elas também melhoram problemas circulatórios na posição ereta (síndrome utero-vascular).

Objetivo
Determinar a eficácia das meias elásticas de compressão na prevenção de veias varicosas emergentes na gravidez.

Métodos
O estudo prospectivo randômico controlado foi realizado no ambulatório
do Hospital Universitário de Zurich, Suíça, incluindo mulheres com gestações não-complicadas <12 semanas no início do estudo. Um grupo de controle sem meias elásticas (n=15) foi comparado com dois grupos de tratamento: grupo 1 (n=12) utilizou meias classe 1 (18-21 mmHg) na perna esquerda e meias classe 2 (25–32 mmHg) na direita; no grupo 2 (n = 15), as classes de compressão foram invertidas. As meias foram utilizadas do princípio ao fim do estudo. Pontos de saída foram o aparecimento e piora de veias varicosas superficiais, refluxo na veia safena magna na junção safeno femoral, e sintomas como dor, desconforto e cãibra nas pernas.

Resultados
As duas classes de meias de compressão falharam na prevenção do aparecimento de veias varicosas superficiais. Apesar disso, o refluxo na veia safena magna na junção safeno femoral foi observado no terceiro trimestre somente em 1/27 das mulheres tratadas vs. 4/15 do grupo de controle (p= 0.047); além disso, o grupo de tratamento teve um número maior de
melhora dos sintomas nas pernas (7/27 vs. 0/15 controle; p =0.045). Mudanças no aparecimento das veias varicosas, todavia, não obtiveram diferenças significativas (7/14 controle vs. 5/12 no grupo 1 e 8/14 no grupo 2; 3_3 tabela,
Fisher’s exato = 0.94).

Conclusão

Apesar de meias elásticas de compressão não prevenirem o aparecimento de veias varicosas na gestação, elas diminuem significamente o refluxo na veia safena magna na junção safeno femoral e melhoram sintomas na perna. Nossos resultados também sugerem que varizes superficiais e insuficiência venosa profunda podem ter uma etiologia diferente.

Palavras Chave
Gravidez, veias varicosas, estudo clínico prospectivo randômico controlado

Comentários do Dr. Marcondes
Na revisão da literatura ficou demonstrado que o uso da meia elástica durante a gravidez diminui o edema e a dor dos membros. Este estudo demonstrou que a meia elástica até 30 mmHg não evita o aparecimento das veias varicosas (reticulares e tronculares), mas que a compressão preveniu o refluxo na veia safena magna, melhorando os sintomas durante o ortostatismo.

folha-kendall-marcondes-figueiredo.png

Dr. Marcondes Figueiredo
Pós-Graduado pela Universidade Federal de Uberlânida (UFU) Doutor pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) Especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular – SBACV Convidamos Dr. Marcondes Figueiredo para comentar publicações selecionadas sobre a terapia de compressão e patologias que envolvem esse tema. Dr Marcondes tem grande interesse pela compressão elástica, tendo como tema do seu trabalho de conclusão de pós-graduação a “Avaliação do efeito da meia elástica na hemodinâmica venosa dos membros inferiores de pacientes com insuficiência venosa crônica”. Ele também é o idealizador do website www.meiaelastica.com.br.
veja mais matérias de Dr. Marcondes Figueiredo


Encontrenos nas redes sociais
Perfil no Facebook Perfil no Instagram
SAC: 0800 16 77 11 - sac@kendall.com.br
Receba nosso informativo | Informações Assinar
Kendall é uma marca do grupo
Logo Hanes Brands Inc
HomeContatosEmpresaProfissional de SaúdeEventosMapa do SiteInformações Técnicas
Desenvolvido por Fluxion